sábado, 26 de junho de 2010

A Canoa

Meus amigos(as) achei este texto liindo a mais pura verdade, eu não conhecia
e achei maravilhoso
espero que vocês gostem e tirem proveito dele.
Tenham todos um lindo e abençoado domingo!!

Saberes diferentes

Narra-se que, num largo rio, de difícil travessia, havia um
barqueiro que atravessava as pessoas de um lado para outro.

Em uma das viagens, iam um advogado e uma professora.

Como quem gosta de falar muito e com ar altivo, o advogado pergunta
ao barqueiro:

Companheiro, você entende de leis?

Não. Responde o barqueiro.

E o advogado compadecido acrescenta:

É pena... Você perdeu metade de sua vida!

A professora, então, muito social, adentra na conversa:

Seu barqueiro, você sabe ler e escrever?

Também não. Responde o remador.

Que pena! – condói-se a mestra. Você perdeu metade de sua vida!

Nisso, uma onda muito forte vira o barco

O canoeiro, preocupado, pergunta:

Vocês dois sabem nadar?

Não! Responderam eles rapidamente, em conjunto.

Então é pena! – conclui o barqueiro – vocês perderam toda sua
vida!

* * *

O texto do educador Paulo Freire mostra, com bom humor e
profundidade, que não há saber maior ou saber menor, apenas saberes
diferentes.

Todos somos importantes e sempre temos algo a contribuir para com a
sociedade.

Cada um com suas habilidades, na sua área de conhecimento
específico, fazemos parte de uma grande engrenagem, tanto na Terra,
como no Cosmos.

Para que essa engrenagem funcione bem, os dentes precisam estar bem
encaixados, uns oferecendo, outros recebendo e vice-versa.

Juntos formamos um organismo completo, onde as pequenas e importantes
peças, sempre solidárias entre si, complementam-se, preenchendo as
deficiências umas das outras.

A Lei maior do progresso dita que todos, um dia, saberemos tudo sobre
tudo. Porém, neste longo caminho a ser trilhado, vamos adquirindo
tais conhecimentos gradualmente.

A Sabedoria Divina, sempre fabulosa, faz com que tenhamos uma
interdependência entre nós, para que nos ajudemos mutuamente e não
nos isolemos.

Desta forma as sociedades precisam dos advogados, das professoras,
dos médicos. Mas também carecem dos barqueiros, dos garis, dos
músicos, etc.

É nisto que está a beleza da vida, das habilidades que se
complementam e se auxiliam para que todos possam não só viver, mas
bem viver.

* * *

Nunca desmereça os serviços aparentemente simples e maquinais.

Os trabalhos manuais enriquecem a alma, da mesma forma que aqueles
que exigem muitos conhecimentos.

Cada um deve servir com suas forças, com aquilo que tem de melhor.
Nossas diferenças nos enriquecem, nos fazem aprender uns com os
outros em toda ocasião.

Aproveitemos as oportunidades de aprender com o diferente,
construindo no íntimo as virtudes da humildade e do respeito.

Viva a diferença que pode conviver em harmonia!

Fonte:
Redação do Momento Espírita, com
base no texto A canoa, de Paulo Freire.

9 comentários:

  1. Lindo o texto...amei...!!!
    Estou seguindo.
    Beijos!

    http://myblogsaborear.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. oi amiga como está baby? e tu? vida de mãe,...
    adorei o texto - é para refletirmos mesmo-
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Ju!
    Amei o texto.
    É como diz a frase...

    "Ninguém é tão grande que não possa aprender, nem tão pequeno que não possa ensinar".
    Blaise Pascla

    Excelente semana.
    Beijos
    Karla

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Estou te convidando para conhecer meu blog cheio de novidades e um pouco do meu trabalho também!
    Beijos!

    Mariana Rosa

    ResponderExcluir
  5. Oi, Si
    Eu não conhecia o texto e é muito bom! Reflexivo. Como disse vc: viva a diferença! É preciso respeitarmos cada pessoa e seus sentimentos e ofícios.
    Um beijo pra você

    ResponderExcluir
  6. Oieeeeeeee,

    Adorei seu texto , muito certo ..não podemos desprezar de ninguém nem de humanos nem dos animais , todos estamos aqui por alguma razão e todos temos o dever de nos ajudarmos e nos respeitarmos !! Adoraria que fosse assim ...

    Passe lá no meu blog tahhh , já tô te seguindo...
    http://www.provancehomebanho.blogspot.com

    Bjssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  7. Olha, continuo postando cinco poemas diarios em meu blog, http://lenjob.blogspot.com, mas vim apresentar o meu castelo, http://castelodopoeta.blogspot.com, que é interativo, com poemas de outros poetas, videos, curtas, entrevistas, exposições e etc..., sempre de arte, fotografia, moda e esportes alternativos e queria sua visita lá. Aguardo!
    Atenciosamente,

    João Lenjob

    Predicativo
    João Lenjob

    Acordo em metominia
    Vivo em prosopopeia
    E durmo poesia
    Te amo em soneto
    Te conquisto em prosa
    Te caso em conto
    E em romance te vivo
    Te quero em versos
    Te faço em rimas
    Te dou um sujeito
    Te quero meu predicado
    Te encho de predicativos
    Sinto-te intenso um adverbio
    E aprecio teus adjetivos
    E quando te conheci percebi:
    Eras a minha somada conjunção.

    ResponderExcluir
  8. Em princípio somos semelhantes e não iguais e aí é que está o início do respeito que devemos ter por nossas infindas diferenças.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails